terça-feira, 17 de dezembro de 2019

Uma História de Natal


Quando chega perto do Natal logo pensamos em famílias felizes, propagandas chorantes da coca-cola, pessoas se presenteando, comidas gostosas, sorrisos nos rostos. Muitas fotos, passeios e rever pessoas a quem amamos. Tudo muito lindo.

Bom; hoje quero contar uma história de Natal um pouco diferente.

--
Havia um homem muito honrado. Descendente de uma família muito importante da época. Não que ele fosse rico ou algum político; muito menos um pop star.
É que há mais de 1000 anos, um antepassado seu havia sido um rei muito importante. E na religião dele, se acreditava que dessa família viria um Salvador.
Fazia muito sentido que o povo estivesse aflito por um salvador. Já faziam muitos anos que seu país havia sido conquistado.
Passaram de mão em mão até ficarem sob o domínio dos romanos; a estes pagavam duros impostos e tinham sua liberdade cerceada.
O povo clamava: "Messias, Messias". Acreditavam que este homem viria para empunhar uma espada, matar os opressores e salvar a nação.
Esperavam que da raiz de Jessé, da descendência de Davi, da tribo de Judá, se levantasse um imponente soberano.
José era dessa família. Porém bem diferente das aspirações do povo. Sim, acreditava que da sua família viria o Messias, mas, não era rico, nem político e não tinha sede por cabeças rolando.
Este homem provavelmente já contava com mais de 30 anos, idade em que já se organizava para casar.
Tinha casamento arranjado, as famílias faziam assim naquela época. A menina que lhe fora prometida em casamento era Maria, uma garota muito especial; com uma devoção enorme a Deus.
Assim que Maria cresse-se um pouco, virasse moça; o casamento poderia ser encaminhado.
Enquanto isso, esse homem íntegro, santo, honesto e trabalhador começava os preparativos para ter uma família.
Aprendeu bem sua profissão. Era carpinteiro.
A carpintaria da época incluía as funções de Marceneiro, pedreiro e obviamente, carpinteiro.
Talvez estivesse construindo sua casa ou com ela pronta.
Um homem honrado e justo, trabalhador e honesto. Um bom pagador de impostos, fiel a tudo que sua religião determinava.
Sonhava com o dia do casamento. Onde finalmente desposaria de sua donzela prometida. Uma vida bem encaminhada.

--
Nisso, a donzela prometida aparece grávida.
Num piscar de olhos, seu mundo desmorona.
Tantos sonhos, tantos projetos... Tudo por água abaixo.
José quase entra em colapso.
A lei de Deus para os judeus determinava em casos de relações antes ou fora do casamento a pena de morte por apedrejamento.
A linda jovem com quem iria casar, com quem pretendia ter filhos. Não apenas não seria mais sua esposa; seria morta!
Ele teria que vê-la ser executada e como testemunha ser um dos primeiros a atirar a pedra.

--
Quantas vezes seu mundo já virou de cabeça pra baixo?
Quantas vezes fez planos e projetos e tudo foi por água abaixo?
Uma verdadeira história de Natal, é sempre uma história de superação e milagres! E é isso que vai acontecer na sua história!

--
Não termina por aí.
José então buscava uma maneira de desfazer o casamento; para que Maria rapidamente pudesse casar com o pai da criança.
Ele não queria a morte dela.
Preferia ficar conhecido como o homem solteiro de 30 a 40 anos que já era divorciado (na época desmanchar um noivado era um divórcio) do que vê-la morrer.
A vida de José estaria marcada para sempre.
Parecia o fim da linda história de um bom homem que se frustrou com um par de enfeites sobre a cabeça.

--

Então o Senhor vem até José através de um sonho onde um anjo fala com ele.
Não; a jovem Mariazinha não havia pulado a cerca. Em seu ventre havia uma obra de Deus. O Salvador, Jesus Cristo o Senhor estava crescendo naquela virgem.
José recebe a tarefa de ser pai do filho de Deus.
De criar o criador do universo.
De sustentar o dono de tudo.
De amar o autor do amor.

Quando sua história aparecia ter se estragado irreversivelmente, percebeu, que era apenas um novo começo de grandes coisas que Deus tinha para ele.

--
Sendo homem muito obediente a Deus. E conhecendo todas as promessas sobre o Messias que viria; José casa com Maria.

Talvez as más línguas tenham dito: "Uhm, olha o José, querendo dar uma de Santão teve que adiantar o casamento porque embarrigou a noiva".

"O Mariazinha heim, de santa só tem a cara".

--

A imagem daquele santo, jovem e consagrado casal estava maculada perante a sociedade…

Ou não! Afinal quem ia ligar? Era só mais uma família passando por dificuldades. Quem se importa?
Deus se importa! Deus tudo vê! E suas mãos estão sempre estendidas a quem clamar!
Ei! Você não está sozinho! Ei, sua família não está sozinha!
Deus se importa e a manifestação de Jesus hoje se dá por meio da igreja, somos o corpo de Cristo. Então escute: Nós nos importamos. Vamos dizer todos juntos? EU ME IMPORTO COM VOCÊ.

Ser Igreja é fazer parte de uma família.

--
O violento, cruel império Romano exige então um senso. Para o qual José deveria ir a Belém; sua terra natal.
Sua esposa estava perto de dar a luz. Não havia o que fazer. Quando o governo mandava só restava obedecer.
A viagem no lombo de um animal foi cansativa e muito difícil, especialmente para Maria.

Ao chegar na cidade não havia onde se hospedar.

---
O que passava na cabeça daquela jovem?
Estava noiva, como toda boa judia, aguardava por seu casamento e pela oportunidade de ter filhos.

Já conhecia José e sabia do bom homem que era.
Porém agora; estava grávida! Como ele reagiria?
Quando uma mulher fica grávida, geralmente tem mil pensamentos, entre os quais: "Como vou contar ao meu marido"?

Porém seu casamento já não seria convencional. Seria as pressas. Talvez seu vestido ficasse sobressalente.

Quer dizer... Se o noivo, que jamais tocara nela, acreditasse nessa de "grávida pelo Espírito Santo".

A vida de Maria vira de cabeça para baixo. Seus sonhos, seus planos. Tudo vira uma loucura.

Ela muito jovem, não sabe o que fazer.
Não recorreu ao aborto, procurou a mulher mais sábia que conhecia para lhe orientar.

Maria vai até Zacarias e Isabel. A família mais fantástica de que já tinha ouvido falar. Isabel era sua prima, uma senhora idosa totalmente tomada pelo Espírito Santo. O marido dela um respeitado sacerdote de Deus.

Depois de 3 meses de discipulado, Maria está pronta para a nova vida.

--
E não é assim conosco?
Nas horas de desespero, de não saber o que fazer… Podemos correr para nosso discipulador que vai nos dar um abraço, vai dar palavras de ensino, de direção. Vai nos ajudar a não fazer uma bobagem.

--

Agora, sua vida de recém casada inicia como ela nunca imaginara.

Grávida e no lombo de um animal.

O que passava na cabeça de Maria em cada solavanco? Cada contração?

A hora estava chegando…

Uau... Esperem.
Ela não estava em casa, as contrações começaram na viagem.

O parto não seria no hospital programado.

A parteira não seria a escolhida.

Quem acompanhara sua gestação nem estaria ali.

Onde estava Isabel agora?
Onde estavam as vovós?
Maria estava desamparada em um lugar desconhecido.

--
Não. Estava com Deus.
Certamente Ele cuidaria de tudo.

--
José sai frenético de porta em porta buscando ajuda. Mas era com ir na UPA depois do feriado. Filas enormes, falta de vagas. Gente reclamando pra todo lado. Fora a forte presença militar dos invasores romanos oprimindo o povo.

Nada.

E a menina Maria como toda boa mãe queria tanto ter preparado seu "ninho".

Por fim o que sobra é a estrebaria. Lá onde ficavam os animais.

Não havia espaço para Jesus nas hospedagens e até hoje não há espaço para ele me muitos corações. Há se soubessem de verdade quem estava ali.

O dono de tudo, nasce na simplicidade. Aquele que salvaria o mundo, vem a terra no anonimato.

E se Jesus pode nascer em uma simples e suja estrebaria... Ele também pode nascer no seu coração hoje, não importa o qual indigno e sujo ele esteja. Deixe toda essa luz te guiar até o salvador! Deixe ele nascer em teu coração.

--
As dificuldades e lutas da Família de José estavam apenas começando. Fugas, mudanças, a precoce morte de José…


Porém uma coisa é certa.

Apesar de tudo ter "dado errado". Apesar de tudo ter fugido dos seus planos…

Não havia família mais feliz do que aquela. Porque estavam vivendo 100% dentro dos planos de Deus, apesar dos percalços da vida, das lutas vividas neste mundo caído que jaz no maligno.

--
Natal não nós dá a esperança de perfeição humana.

Natal nos dá esperança de amor eterno e paz que excede todo o entendimento.
Naquele sublime momento, Maria segurava Jesus no colo. José admirava e tudo estava bem, tudo estava em paz.

Afinal paz, amor e sucesso, estão muito mais relacionados ao que está acontecendo dentro de nós e dentro da nossa casa do que com aquilo que se passa ao redor.

Independente do que você esteja passando; feliz natal!

--

Mt 1:18-24.

Foi assim o nascimento de Jesus Cristo: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, mas, antes que se unissem, achou-se grávida pelo Espírito Santo.
Por ser José, seu marido, um homem justo, e não querendo expô-la à desonra pública, pretendia anular o casamento secretamente.
Mas, depois de ter pensado nisso, apareceu-lhe um anjo do Senhor em sonho e disse: "José, filho de Davi, não tema receber Maria como sua esposa, pois o que nela foi gerado procede do Espírito Santo.
Ela dará à luz um filho, e você deverá dar-lhe o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados".
Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor dissera pelo profeta:
"A virgem ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe chamarão Emanuel" que significa "Deus conosco".
Ao acordar, José fez o que o anjo do Senhor lhe tinha ordenado e recebeu Maria como sua esposa.



terça-feira, 5 de março de 2019

Movidos para a Santidade: O Desespero de Davi


O Desespero de Davi


2Samul 11 – O pecado de Davi.
2Samuel 12 – A repreensão de Natã. / Reação diferente da de Saul.
Salmo 51 – O Arrependimento de Davi.

Vocês sabem que Deus é Pai de muitos filhos.
E agora eu sou pai de um filho.
Logo; entendi finalmente porque Deus não dorme.

Contexto. / Profeta Natã.

"1 Tem misericórdia de mim, ó Deus, por teu amor; por tua grande compaixão apaga as minhas transgressões.
2 Lava-me de toda a minha culpa e purifica-me do meu pecado.
3 Pois eu mesmo reconheço as minhas transgressões, e o meu pecado sempre me persegue.
4 Contra ti, só contra ti, pequei e fiz o que tu reprovas, de modo que justa é a tua sentença e tens razão em condenar-me.
Por acaso não havia pecado contra Urias? Contra Bate Seba? Contra suas esposas? Contar seu corpo? - TODO PECADO É CONTRA DEUS.

5 Sei que sou pecador desde que nasci; sim, desde que me concebeu minha mãe.
Deus encerrou a todos na condição de pecadores em Adão para que em Cristo todos pudessem ser trazidos a condição de santos. Se assim não fosse para cada pecador seria necessário um novo Cristo. Rm 5:12; 11:32.

6 Sei que desejas a verdade no íntimo; e no coração me ensinas a sabedoria.
7 Purifica-me com hissopo, e ficarei puro; lava-me, e mais branco do que a neve serei.
Davi era capaz de compreender que precisava de uma purificação ritualística. Não feita por água ou sangue naturais; mas, pela água da Palavra e pelo Sangue do Messias.
8 Faze-me ouvir de novo júbilo e alegria, e os ossos que esmagaste exultarão.
Essa não é a primeira vez neste salmo que Davi relaciona o pecado ao sofrimento. Não apenas ao sofrimento consequente do pecado; também ao sofrimento disciplinar de Deus. Conf. Salmo 32:3. O salmista chega a dizer em 119:67 que “Antes de ser castigado, eu andava desviado, mas agora obedeço à tua palavra”. Salmos 119:67.
O autor de Hebreus chega a dizer: pois o Senhor disciplina a quem ama, e castiga todo aquele a quem aceita como filho”. Hebreus 12:6.

9 Esconde o rosto dos meus pecados e apaga todas as minhas iniquidades.
O pecado afasta o rosto de Deus de nós.
Mas as suas iniquidades separaram vocês do seu Deus; os seus pecados esconderam de vocês o rosto dele, e por isso ele não os ouvirá. Isaías 59:2.
Davi viveu na iniquidade por 9 meses.
Davi viveu um inferno por 9 meses. Sem paz. Sem descanso. Sem o nível de relacionamento com Deus que ele estava acostumado.

10 Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável (firme).
Deus precisava criar ex-nihilo. Da mesma maneira que em Gênesis 1:1.

11 Não me expulses da tua presença nem tires de mim o teu Santo Espírito.
Este era o grande desespero de Davi. Ser removido da presença de Deus; ou ainda, ter o Espírito Santo removido de si.
12 Devolve-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito pronto a obedecer.
Não podemos perder a alegria da salvação!
Essa é uma alegria incircunstancial!
Somente Ele pode nos sustentar assim!
Obediência!
13 Então ensinarei os teus caminhos aos transgressores, para que os pecadores se voltem para ti.
Quem sou eu para ensinar? Mas um pecador que foi resgatado pela graça!
14 Livra-me da culpa dos crimes de sangue, ó Deus, Deus da minha salvação! E a minha língua aclamará a tua justiça.
15 Ó Senhor, dá palavras aos meus lábios, e a minha boca anunciará o teu louvor.
O verdadeiro louvor brota de um coração arrependido!
16 Não te deleitas em sacrifícios nem te agradas em holocaustos, senão eu os traria.
Teu esforço não compra o perdão.
Teu esforço não compensa os teus erros!
O que compensa e quita a tua dívida é a fé em Jesus Cristo!
17 Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás.
Quanto tempo faz desde sua última oração de confissão?
Quanto tempo faz desde a última vez que você chorou por seus pecados?
Qual foi a última vez que você entrou em crise ao comparar a santidade de Jesus com a sua e soluçou arrependido implorando perdão?

18 Por tua boa vontade faze Sião prosperar; ergue os muros de Jerusalém.
Davi era um líder. Ele reconhece que seus pecados afetam seus liderados. Ele sabe que o sucesso de tudo aquilo que estava em suas mãos dependia muito mais do favor de Deus do que dele mesmo. Que se Deus não usasse de misericórdia, sua liderança estaria falida.
19 Então te agradarás dos sacrifícios sinceros, das ofertas queimadas e dos holocaustos; e novilhos serão oferecidos sobre o teu altar." (NVI-br Sl 51:1-19)
Aí sim, depois de perdoados pela graça (Ef 2:8-9) podemos nos sacrificar fazendo a obra do Senhor (Ef 2:10).

Movidos para Santidade: Uma introdução

Todo movimento de avivamento precisa ser primeiro um movimento pela santidade!

SEM SANTIDADE NINGUÉM VERÁ A DEUS. Hb 12:14.

Quem poderá subir o monte do Senhor? Quem poderá entrar no seu Santo Lugar?
Aquele que tem as mãos limpas [ações] e o coração [pensamentos] puro, que não recorre aos ídolos nem jura por deuses falsos. Salmos 24:3,4.
Tenho a impressão que nuca se falou tão pouco sobre pecado.
Há alguns anos lembro que os discipulados tinham parte do foco em como vencer o pecado. Como resistir as tentações. Como ter uma vida de santidade. Até as músicas cantadas nas igrejas focavam bastante essa questão da santidade, da purificação…
Qual foi a última vez que você abriu seu coração com seu discipulador sobre um pecado ou tentação para que ele lhe ajudasse?
Quando foi a última vez que você conversou sobre como ser mais santo em relação a seus pensamentos ou atitudes?
Quando foi a última vez que você pediu ajuda para seu discipulador para entender o ensinamento Bíblico a respeito de determinada área?

Santidade: Por quê e como?

Introdução

O que é santidade?
Definição:

É importante lembrarmos que somos salvos pela graça mediante a fé. Ef 2:8.
Isso faz de nós santos. No sentido de que Jesus já morreu por nossos pecados. Todos eles, até aqueles que ainda não cometemos. Neste sentido; não há como nos tornarmos mais santos do que Jesus já nos fez.

Entretanto; existe uma santidade que se refere a nosso quotidiano. E neste sentido infelizmente ainda não somos perfeitos em todas nossas ações e pensamentos.

Santificação é o processo de buscar com a ajuda do Espírito Santo a cada instante aproximar-se mais de Deus e afastar-se do pecado.

Inclui uma ferrenha luta contra o pecado e a busca intensa por ser santo em todas as ações e pensamentos.

O resultado da santificação é a santidade. Quando mais nos dedicarmos na santificação; mais santos (neste sentido) seremos.

1. Pecado mata
Pecado sempre traz prejuízo. Sua relação de custo-benefício é péssima. Nunca compensa.

Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor. Romanos 6:23.
Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor.
Cuidem que ninguém se exclua da graça de Deus. Que nenhuma raiz de amargura brote e cause perturbação, contaminando a muitos.
Não haja nenhum imoral ou profano, como Esaú, que por uma única refeição vendeu os seus direitos de herança como filho mais velho.
Como vocês sabem, posteriormente, quando quis [era tarde] herdar a bênção, foi rejeitado; e não teve como alterar a sua decisão, embora buscasse a bênção com lágrimas. Hebreus 12:14-17.

Há casos e casos. Porém. Às vezes a parda causada pelo pecado é irreversível. Perda de uma bênção. Perda de recursos. Perda de saúde. Perda de um amor.

Enquanto escondi os meus pecados, o meu corpo definhava de tanto gemer. Salmos 32:3

Os pecados de alguns são evidentes, mesmo antes de serem submetidos a julgamento; enquanto que os pecados de outros se manifestam posteriormente. 1 Timóteo 5:24.

Deus não quer que você pegue porque o pecado mata!

Porque um pai não gosta que seu filho pequeno brinque de enfiar o dedo na tomada e puxar fios elétricos? Resultados de sua brincadeira:
- Repreensão do pai.
- Desaprovação do pai.
- Ira do pai.
- Castigo do pai.
- [Jamais acontecerá] Choque.
- [Jamais acontecerá] Sequelas, morte.

Deus não é um velho ranzinza que não quer que os meninos se divirtam. Que proíbe só por ser chato.
NÃO! Deus é o pai da alegria verdadeira!
Se eu me satisfaço ao ver o sorriso de meu filho quanto mais Deus ao ver você se divertindo!
ELE APENAS NÃO QUER QUE VOCÊ MORRA!

Veja o caso do adultério do rei Davi.
Matou Urias: Não envolvido.
Matou o bebê de Bate Seba: Inocente.
Matou Absalão: Em oculto será me público.

Pecado é um agente desencadeador da morte.

Onde há pecado, alguma coisa morre. Seja a alegria do momento, seja a paz, seja a saúde…

Se continuarmos a pecar deliberadamente depois que recebemos o conhecimento da verdade, já não resta sacrifício pelos pecados, mas tão-somente uma terrível expectativa de juízo e de fogo intenso que consumirá os inimigos de Deus. Hebreus 10:26,27.

Tem uma música rolando por aí que diz: “Solteiro não trai”. Como que se relacionamentos sexuais antes do casamento não fossem pecados! É prostituição. E isso está matando muita gente!

A Bíblia é muito clara em relação a uma série de coisas que são pecados. Anote aí alguns trechos: 1Coríntios 6:9-11. Efésios 4:31. Apocalipse 22:15. Lucas 18:20. Mateus 5:21-48

Para todos os outros casos, ela apresenta uma série de princípios que vão te nortear.

Ex.: Pornografia é pecado? Quando a Bíblia foi escrita nem fotografia existia. Porém ela tem princípios sobre isso: Não poderei coisa Maligna (de Belial) diante dos meus olhos”. Samos 101:3.
“Fiz uma aliança com os meus olhos de não olhar com cobiça para as moças”. Jó 31:1.


2. Destrói Relacionamentos
Pecado sempre é corrosivo aos relacionamentos: Primeiramente com Deus e também com o próximo.

Não há como pensar em pecar sem que isso afete o relacionamento com Deus.

Mas as suas iniquidades separaram vocês do seu Deus; os seus pecados esconderam de vocês o rosto dele, e por isso ele não os ouvirá. Isaías 59:2.

Adúlteros, vocês não sabem que a amizade com o mundo é inimizade com Deus? Quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de Deus. Tiago 4:4.

Todo avivamento que já aconteceu na história do mundo ou na história da igreja deu grande ênfase à santidade de Deus. Billy Graham.

Não há como pensar que é possível pecar sem que isso atrapalhe nosso relacionamento com o próximo.

O pecado é uma anomalia. É um vírus no sistema.
Se você colocar uma ‘roda’ quadrada em um carro vai comprometer as outras 3 rodas.

Santos sem santidade são a tragédia do cristianismo. A. W. Tozer.
É impossível viver em pecado sem perder a paz interior.

Se o malandro soubesse como é bom ser santo ele seria santo só por malandragem. Abe Huber.

3. Benefícios da santidade.

Quanto mais nos santificamos; mais Deus se aproxima de nós.
Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração.
Entristeçam-se, lamentem e chorem. Troquem o riso por lamento e a alegria por tristeza.
Humilhem-se diante do Senhor, e ele os exaltará. Tiago 4:8-10

4. Como ser santo?

a) Decisão consistente.
Não há como nos livrarmos da tentação. Porém, podemos sim evitar o pecado.

Ninguém deve pensar que ele pode progredir na santidade, sem a disciplina diária de se recusar a satisfazer os desejos do coração pecaminoso. John Owen.

Não podemos impedir que os pássaros voem sobre as nossas cabeças, mas podemos impedir que eles façam ninhos sobre elas. Assim também não podemos nos livrar de sermos tentados, mas podemos lutar para não cairmos em tentações. Lutero.

O ônibus da tentação vai passar. Mas a decisão de entrar nele ou não será sempre sua.

Decida ser santo!


b) Resistência.
Hebreus 12:1 fala que o pecado “tenazmente nos assedia”. Euperistatos: que envolve habilmente. Que cerca e incomoda continuamente. Ex.: Mulher de Potifar.
Assim, embora ela insistisse com José dia após dia, ele se recusava a deitar-se com ela e evitava ficar perto dela.
Um dia ele entrou na casa para fazer suas tarefas, e nenhum dos empregados ali se encontrava.
Ela o agarrou pelo manto e voltou a convidá-lo: "Vamos, deite-se comigo! " Mas ele fugiu da casa, deixando o manto na mão dela. Gênesis 39:10-12.

c) Sabedoria.

Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Tiago 1:14.

Sabe que é fraco em uma área? FUJA!

Fraqueza com álcool? Fuja do ambiente de consumo.
Inclinação para as drogas? Afaste-se do perigo!
Fraqueza na internet? Não use a sós, abra a porta!

Melhor um fraco vivo do que um forte morto. Ex.: Sansão.

d) Confissão

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça. 1 João 1:9.

Quem esconde os seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia. Provérbios 28:13.

Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz. Tiago 5:16.

e) Luz e Água

A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho. Salmos 119:105.

Tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a palavra. Efésios 5:26.


f) Congregar

E consideremo-nos uns aos outros para incentivar-nos ao amor e às boas obras.
Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas encorajemo-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia. Hebreus 10:24,25.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...